A crise na Petrobrás prejudica o mercado imobiliário de Macaé?3 minutos de leitura

O escândalo da Petrobras não atinge somente os envolvidos no caso. É um problema de proporções imensuráveis – abalou a bolsa de valores, as ações correram risco de baixa, abalou a imagem do Brasil, abalou o povo, o mercado imobiliário e gerou muitos outros resultados negativos. Algumas regiões do Brasil, em especial, talvez sintam mais o impacto que esse tipo de acontecimento traz, como as que têm atividades de exploração de petróleo – o caso de Macaé, que faz parte da Bacia de Campos. Com o mercado imobiliário em franca expansão, grandes construtoras chegaram à cidade – que é privilegiada pela economia do petróleo – e fizeram com que um imóvel em Macaé valorizasse de um dia para o outro. Terrenos próximos à Petrobras são produtos de valorização diária e a grande aposta dos investidores. O pré-sal atraiu muitos investimentos, há projetos grandiosos de unidades hoteleiras e estabelecimentos comerciais. Para uma cidade que já tinha características turísticas, esse crescimento vem para colocá-la entre os principais destinos de turistas do Brasil e do o mundo. E vamos além, a vizinha Rio das Ostras  também está no caminho de valorização, um imóvel em Rio das Ostras tem tomado lugar no projeto de vida de muitas pessoas que buscam um bom lugar para viver. Ela faz contraponto à Macaé, que tem um grande movimento, pois é uma cidade tranquila, para quem procurar viver na calmaria, próximo à natureza e com uma ótima qualidade de vida.

Mas a questão é: a crise na Petrobras prejudica o mercado imobiliário nas duas cidades?

Em um primeiro momento, quem tem aluguel em Macaé ou aluguel em Rio das Ostras, não sentiu os efeitos do escândalo. Talvez os grandes empreendimentos tenham dado uma estagnada momentânea, mas o fato é que, passado o ponto alto que foi o início das denúncias de corrupção, tudo começa, vagarosamente, a se normalizar. Apesar da crise na Petrobras, as cidades de Macaé e Rio das Ostras continuam sendo ótimas opções de investimentos. Quem pensa em investir em imóveis nesses locais pode ter a certeza de que é um bom investimento e uma boa renda futuramente.  Além disso, além da Petrobras gerar mais empregos na região, o mercado imobiliário também cresce e oferece boas oportunidades a profissionais da área de corretagem. Devemos considerar que os investimentos em infraestrutura desde alguns anos até aqui mudaram e continuam mudando cidades como Macaé, que teve a atividade de exploração do petróleo como uma mola propulsora, mas que mesmo com a crise na empresa, a cidade não se afetou e continua crescendo por seus próprios méritos, de um lugar turístico muito procurado. Uma visita a uma imobiliária em Macaé ou em Rio das Ostras – e mesmo em qualquer outra das cidades da região o deixará a par do crescimento e do movimento imobiliário desses locais. Converse com um profissional da área e ele certamente terá todas as respostas sobre bons investimentos imobiliários nas cidades da Região dos Lagos, e em como o mercado tem se comportado nesse momento de crise na Petrobras.

2 Comments