Boas dicas para financiar o seu primeiro imóvel3 minutos de leitura

O sonho do imóvel próprio é o mais comum entre a maior parte da população brasileira. E para conseguir realizar esse sonho uma boa parte dessa população opta pelo financiamento! Mas, afinal: financiar o seu primeiro imóvel é uma boa ideia?

Por tratar-se de um bem de valor elevado, é preciso planejar o orçamento familiar para poder conseguir atingir o grande objetivo sem comprometer a vida financeira de todos da casa. Pensando nisso, o Ei Imóvel separou algumas boas dicas para você financiar o seu primeiro imóvel de forma segura e inteligente. Confira:

Escolha o imóvel com segurança
Antes de pensar em fazer um financiamento você pode começar a dar uma olhada nos imóveis disponíveis no mercado, tanto nos novos quanto nos usados. Comece a pesquisar nas regiões que lhe interessam, levando em consideração também a necessidade da sua família, como por exemplo, a quantidade de quartos necessários, banheiros, garagem, etc.

Essa pesquisa inicial vai lhe oferecer uma boa noção de quanto custa em média um imóvel no perfil do qual você procura, assim, você poderá começar a se planejar já tendo em vista esse objetivo. A dica que nós damos é sempre buscar por uma imobiliária ou por um corretor confiável para lhe auxiliar na busca pelo seu primeiro imóvel, afinal, a compra de um bem desses pode ser um tanto burocrática. Portanto, é melhor evitar outras preocupações e poder contar com alguém em quem você confia para lhe orientar.

Em qual instituição financeira devo fazer o meu financiamento?
Depois que você já sabe o quanto você precisa investir para comprar o seu primeiro imóvel, é hora de sondar os bancos que oferecem financiamento imobiliário. A primeira dica é nunca fechar um financiamento desse tipo com muita pressa, sempre consulte bancos diferentes para saber quais são as opções que eles oferecem e feche com o que te propor as menores taxas de juros possíveis.

A nossa segunda dica é que você tente conversar com o gerente da sua conta corrente. Geralmente, se você já é cliente do banco e movimenta a conta com frequência, as opções de financiamento são melhores do que para os não clientes.

Quanto maior o valor da entrada, melhor
Quanto menor a quantia que você financiar, melhor será o acordo que você fará com as instituições. Portanto, capriche no valor da entrada! Junte todas as suas economias pois uma boa entrada fará toda diferença. Existe também a possibilidade de utilizar o saldo do seu FGTS, faça o cálculo e veja se vale apena!

Se você ainda não possui um bom valor para dar de entrada, então talvez seja o caso de adiar o sonho durante um tempo e começar a juntar mais dinheiro e economizar no dia a dia para poder fechar o investimento futuramente. É importante levar isso em consideração pois assim você poderá realizar um financiamento com menos juros e com menos parcelas.

De olho nas parcelas
Falando nelas…. Esse é um outro fator extremamente importante antes de fechar um financiamento: o valor das parcelas. Sabemos que a vontade de comprar um imóvel o quanto antes é muito grande, porém, de nada adianta comprometer-se com um financiamento que você não conseguirá pagar e acabar perdendo dinheiro no final, não é mesmo?

Para não cair em um arrependimento futuro, calcule se o valor das parcelas compromete somente até 20% da sua renda liquida, que é o indicado por economistas. Tenha em mente também que esse valor se repetira todos os meses durante o período do financiamento, ou seja, é um compromisso a longo prazo. Por isso, é preciso se planejar!

Por último, antes de se comprometer com um financiamento imobiliário, consulte um advogado de confiança e analise muito bem o contrato para ter certeza de que está realizando um bom negócio.
Ficou com alguma dúvida? Deixe nos comentários, ficaremos felizes em ajuda-lo!

Fonte:
http://epocanegocios.globo.com/Inspiracao/Vida/noticia/2013/07/8-dicas-para-quem-quer-comprar-o-primeiro-imovel.html