É complicado financiar um imóvel?

3 minutos de leitura

Quando se fala em financiamento de imóveis, muitas pessoas acham que é praticamente impossível conseguir comprar algo, mas não é tão difícil quanto pensam. Claro que alguns cuidados são necessários, principalmente no cálculo do valor da parcela, para ter a certeza de que cabe no orçamento do financiador, mas o restante, é relativamente fácil. Está preparado para financiar uma casa?

Como realizar essa compra?

A primeira coisa a ser feita é decidir qual tipo de imóvel você quer. Casa ou apartamento? Um, dois ou três quartos? Em qual bairro? Depois disso, pela internet mesmo, pesquise o valor aproximado desse tipo de imóvel na região escolhida.

Depois de fazer isso, é necessário simular as possibilidades de financiamento. Você pode realizar isso online, nas instituições bancárias ou ir até uma agência e informar a sua renda, valor do imóvel que pretende comprar, em quantos meses quer pagar, entre outros.

Fazendo isso, você terá uma ideia dos possíveis valores de prestação e poderá notar se elas cabem ou não no orçamento. Além disso, poderá comparar os planos, as taxas de juros e ver qual é a melhor alternativa para o seu caso e a sua situação financeira.

Dicas diversas sobre financiamentos de imóveis

  • FGTS: se você teve ou tem carteira assinada por mais de três anos e ainda não sacou o seu fundo de garantia, poderá usá-lo para pagar parte da casa e diminuir o valor financiado. Isso ajudará a quitar a dívida com mais rapidez;
  • Entrada: especialistas indicam que o ideal é que o comprador tenha pelo menos 30% do valor do imóvel para dar de entrada. Com isso, diminuirá o número de parcelas e como consequência pagará menos juros;
  • Documentos: para dar entrada no financiamento você precisa levar seu RG, CPF e comprovante de rendimento ao banco. É através da comprovação da renda que o banco saberá até que valor você pode financiar um imóvel. Para isso, leve um ou mais desses itens: carteira de trabalho, holerite, recibo de imposto de renda, contrato de prestação de serviço, entre outros. O banco fará também uma análise para saber se você tem cadastro no Serasa ou no SPC (Serviço de Proteção ao Crédito). Se tudo der certo, você terá esse valor de crédito liberado para poder encontrar o imóvel e proceder com a compra;
  • Avaliação do imóvel: depois de tudo liberado e do imóvel escolhido, um engenheiro irá avaliá-lo para saber se o valor está correto e se o local está em condições de moradia. Depois disso, se o engenheiro falar que está tudo certo, o banco fará um contrato que deverá ser assinado pelo comprador e vendedor e depois será registrado em cartório e levado à agência bancária. Tudo pronto? O valor é liberado direto para o vendedor e as prestações começam a ser pagas pelo comprador;
  • Imóveis: é válido lembrar que você pode financiar casa, apartamento, imóvel novo ou usado, construções, imóvel na planta, terrenos, imóveis comerciais e propriedades rurais. Para isso, há diferentes tipos de financiamentos, sendo que cada um deles se encaixa a um desses imóveis.

Qual o imóvel que você quer financiar? Em nosso site você encontra milhares de opções. Conte para a gente nos comentários! 

.