Morar em microapartamentos é uma tendência nas grandes cidades

2 minutos de leitura

Autor: Aline Yamasaki, Blog da Lopes

Os microapartamentos estão começando a virar tendência no mercado imobiliário. Ele surge como alternativa para um novo perfil de consumidor, que passa pouco tempo em casa e prioriza a localização na hora de decidir onde irá morar.

Os empreendimentos variam de tamanho, podendo ter entre 10m² e 40m² e já apresentam números expressivos em São Paulo: foram 26 mil lançamentos de apartamentos com menos de 40m² entre 2010 e 2017.

Vantagens de morar em um microapartamento

Para especialistas, os microapartamentos oferecem um estilo de vida que é bastante comum na sociedade: as pessoas estão começando a morar sozinhas e muitos casais não desejam ter filhos.

Nesse cenário, essas pessoas valorizam a boa localização em um endereço com facilidades perto de casa – uma ideia mais vantajosa do que morar em um apartamento amplo, mas perder horas no trânsito da cidade.

Outras vantagens que motivam a compra do microapartamento são:

  • Acessibilidade

Principalmente em grandes cidades, a mobilidade é um fator decisivo para quem está à procura de um novo lugar para morar. E para isso, estar perto de estações de metrô e corredores de ônibus é primordial.

  • Qualidade de vida

Morar próximo do trabalho, evitar o trânsito e ter variedade de opções para entretenimento, esportes e lazer possibilita mais qualidade de vida e uma rotina mais tranquila.

  • Economia

Além de considerar a mobilidade, o comprador leva muito em consideração o valor que será cobrado. Adquirir um apartamento grande em boa localização não é fácil, mas um microapartamento torna essa opção viável.

É importante considerar a contratação de um arquiteto

Quando se opta por morar em apartamentos reduzidos, não há como deixar o projeto de lado. É primordial ter o acompanhamento de um arquiteto, que irá pensar nas melhores otimizações de espaço e na funcionalidade de cada móvel, considerando principalmente o estilo de vida do morador.

.