Cuidados no momento de negociar uma proposta com o construtor

5 minutos de leitura

Comprar um imóvel novo é o sonho de qualquer brasileiro que deseja possuir a sua casa própria e sair do aluguel, porém existem muitas coisas que devem ser observadas e uma delas nós vamos aprender um pouco mais nesse texto, estamos falando da mais fina arte da negociação, da proposta de compra de imóvel e da contra proposta.

Com esse texto nós vamos tentar te passar algumas dicas de coisas que você deve observar na hora de analisar a proposta da construtora e também como realizar a sua contra proposta. Vamos começar com a primeira dica que já é muito importante, conhecer o seu orçamento.

Conheça o seu orçamento

A primeira dica que vamos te dar hoje aqui é a mais importante de todas, conhecer o seu orçamento é parte essencial do processo de compra de um imóvel pois para entrar com o pedido de financiamento junto a qualquer banco ou construtora é necessário que o seu crédito seja aprovado, mas como isso acontece?

Antes de autorizar o financiamento o agente financeiro responsável vai fazer uma simulação para saber se o comprador e seus parceiros, se existirem, vão ser capazes de arcar com as despesas mensais que esse financiamento vai trazer. Para fazer essa simulação é necessário informar uma série de informações pessoais de cunho financeiro, tais como qual o seu salário, se você possui algum outro financiamento em seu nome, entre outros.

Uma vez que essa simulação é feita e aprovada o comprador está liberado para dar entrada no financiamento e dessa forma comprar o imóvel, pagando de forma parcelada, parcelas essas que podem chegar a até no máximo 360 meses, em outras palavras 30 anos.

Defina o tipo de imóvel que deseja comprar

A segunda dica básica que vamos te dar hoje está na escolha de qual o tipo de imóvel que você deseja adquirir, existem hoje no mercado basicamente dois tipos de imóveis, os imóveis na planta e os imóveis prontos. A primeira hipótese é a de que o imóvel ainda não está pronto mas está em fase de construção, nessa possibilidade o comprador possui alguns cuidados que deve tomar mas também possui muitas coisas boas a seu favor, tais como valorização do imóvel enquanto ele está em construção e também a possibilidade de um tempo maior para pagar.

A forma de pagamento você escolhe.

A construtora pode somente obrigar que o valor seja pago porém a forma com que o valor vai ser pago é você quem escolhe e vai fazê-lo de acordo com as suas possibilidades financeiras. Portanto quando o corretor lhe fizer a proposta o primeiro passo é entenda o financiamento proposto pela corretora. Depois de sentar e analisar com calma a oferta feita pelo corretor o cliente deve pensar em aceitar essa proposta oferecida ou fazer uma contra proposta.

Você deve oferecer uma contraproposta

Nós estamos falando de um financiamento e nenhum tipo de parcelamento pode ser imposto dessa forma a nenhum cliente por qualquer corretora que seja. Nesse caso você como comprador tem a possibilidade de oferecer uma outra forma de pagar o valor que seja mais confortável para você, levando em conta a sua situação financeira e como será o resto do seu ano.

A situação ideal seria pagar toda a entrada de uma vez e em uma parcela para poder negociar um bom desconto com a corretora mas nós sabemos que nem todos tem esse dinheiro, certo? Dessa forma vamos analisar outras possibilidades.

Uma outra forma interessante de lidar com essa entrada é dar um valor consideravel no começo e dividir o resto do valor em parcelas que você possa pagar e que quitem o valor pedido pela corretora no início do contrato. Para exemplificar melhor é necessário imaginar uma situação. Vamos imaginar que a corretora está pedindo um valor de 10 mil reais que devem ser pagos até a entrega da chave, porém a data prevista para a entrega da mesmo é daqui a 5 meses, como proceder?

Como dissemos acima o mais correto seria dar os 10 mil reais e ficar tranquilos mas se isso não for possível vamos analisar a renda do comprador e quanto ele pode pagar de parcela. Nesse caso o comprador fictício pode pagar uma parcela de até mil reais por mês, então nesse caso qual seria a melhor forma de negociar o pagamento da entrada?

Nessa situação a melhor forma de financiamento seria que o cliente desse uma entrada de 5 mil reais e pagasse os outros 5 mil parcelados em 5 parcelas de mil reais cada uma, dessa forma o valor de 10 mil reais seria quitado e a chave seria entregue sem problemas.

Mas existe ainda a possibilidade de que o cliente não tenha como pagar uma mensalidade de 1 mil reais por mês e nós sabemos que isso é muito comum, nesse caso nós entramos no assunto do famoso e cruel “BALÃO”.

O que é o balão?

O balão na realidade nada mais é do que a consequência que o cliente sofre por não conseguir pagar parcelas com o valor necessário para quitar a entrada até a data da entrega das chaves. O balão é um valor que deve ser pago em alguns meses pontuais para ajudar o cliente a pagar a totalidade do valor da entrada, mas na realidade o balão vem em alguns meses estrategicamente situados pelas corretoras e vem somado à sua parcela.

Quando lemos estrategicamente devemos entender que a corretora vai colocar os balões em meses que normalmente todos recebem mais dinheiro, isso acontece historicamente no fim do ano quando acontece o 13° salário. Essa pode ser uma boa estratégia porém vai deixar o comprador sem dinheiro algum para os gastos de fim de ano e de começo de ano também.

Agora que já aprendemos um pouco sobre como realizar e analisar as propostas que acontecem durante todo o processo de compra e venda de imóveis esperamos que você tenha entendido e gostado de todas as dicas, além disso falamos que caso tenha sobrado alguma dúvida estamos aqui esperando seu contato através das nossas redes sociais. Até a próxima!

.